Artigo Pe. Silvio: Na cultura do povo, um sentimento de unidade

É junho! Tempo da nossa tradicional festa junina!

Como é gostoso curtir essa tradicional cultural em nosso País. Como é bom receber tanto dessa diversidade cultural que temos. Como é bom sentir a unidade de tantas pessoas ao redor da riqueza dessas festas.

Passando por tantas turbulências em nossa sociedade, não deixamos perder em nós, traços dessa riqueza cultural. É bom ser um povo que sabe festejar! É bom ter o sentimento da festa em nós!

Gosto de recordar as raízes das nossas tradições, histórias de pessoas simples, relatos de humanização, onde os valores são plantados e regados e onde o caráter humano encontra suas raízes. Histórias e rostos que nos emocionam, pois trazem marcas de um tempo onde a vida parecia ser isenta de problemas, onde derramar o suor na terra é certeza de que a vida vale a pena.

Quando celebramos a festa junina, junto do bom quentão e do milho verde, saboreamos histórias de vidas. Deixamos ser reintegrados no espaço da vida que não podemos deixar morrer em nós.

Como seria bom se o ser humano deixasse de lado a rivalidade e a inveja, o desejo desordenado de ter, mas voltasse a ser, capacitando suas vidas com sentimentos de partilha e fraternidade. Quem sabe ainda iremos ver um dia a humanidade renascer nos seus valores. Esse grande desejo começará bem dentro de mim e de você, quando não tivermos mais medo de sermos diferentes. Cristianismo é o mesmo que remar contra a maré. Pode parecer algo impossível, que nos canse, mas é buscar o imperecível.

Acreditemos mais na unidade e plantemos o amor! Vamos dar os primeiros passos na arte de perdoar, de aproximar-se e deixar que as barreiras da indiferença se desmoronem.

Compartilhe no Whatsapp !
Compartilhar