Novembro, mês do Dízimo: sinal de gratidão

Em sinal de nossa gratidão, oferecemos a Deus, junto à comunidade de fé, o fruto do nosso trabalho – nosso dízimo. O dízimo é, portanto, um convite à generosidade, à fraternidade e à solidariedade.

A contribuição de cada cristão, cada paroquiano, é a prática de um dom e não o pagamento de uma conta: Na generosidade de nossa oferta, assumimos o compromisso com o Reino de Deus, que precisa ser anunciado em todos os lugares e a todas as pessoas. Nesse sentido, o dízimo é aplicado em quatro importantes dimensões: a religiosa, a missionária, a social e a manutenção da infraestrutura de nossa paróquia.

QUANTO? – Deve-se ofertar a Deus o que mandar o nosso coração e o que a nossa consciência falar. O Apóstolo Paulo assim escreve: “Dê cada um conforme o impulso de seu coração, sem tristeza nem constrangimento. Deus ama a quem dá com alegria (2 Cor 9,7)”. Os israelitas, como exemplo, davam dez por cento do que colhiam da terra e do trabalho. Daí vem a palavra dízimo, que significa décima parte, dez por cento daquilo que se ganha.

O importante é continuarmos vivendo o dízimo com uma atitude espiritual de louvor e gratidão a Deus! Sejamos fiéis!


Mais informações:
De terça a sexta-feira na Secretaria da Paróquia
Telefone, 3921 9460

E-mail: paroquiasagradafamilia@diocesesjc.org.br  

Bibiano Santos/Pascom

Compartilhe no Whatsapp !
Compartilhar