Missa Tridentina, sábado, 19h

No próximo sábado, dia 07 de dezembro, às 19h, na Capela Menino Jesus de Praga, será celebrada a Santa Missa no Rito Extraordinário, ou Tredentina, com liturgia em latim (exceto na homillia, Leituras e Evangelho). A celebração é marcada por longos momentos de oração em silêncio.

Um Pouco de sua História

A Missa Católica é a mais perfeita representação do irrevogável ato de salvação do Nosso Senhor Jesus Cristo, Seu sacrifício na Cruz. Cada Missa deve manifestar perfeitamente essa doutrina católica através de suas orações e rituais. A liturgia deve honrar e glorificar a Deus, expiar os homens de seus pecados, e agradecer a Deus pelas graças que Ele concedeu ao mundo.

Porque a Missa é as vezes chamada de Missa “Tridentina”?

“Tridentino” se refere ao Concílio de Trento (1545-1563), que unificou a prática litúrgica na Igreja Ocidental. O Papa São Pio V alcançou esta meta em 1570 quando emitiu a restauração do Missal Romano após o Concilio. A Missa Tridentina foi baseada nas mais antigas e veneráveis fontes litúrgicas Ocidentais. São Pio V decretou na Bula Papal conhecida como “Quo Primum” que seu único rito de Missa fosse usado por todos na Santa Igreja. No entanto, exceções foram feitas para os ritos que tinham estado em uso contínuo por pelo menos 200 anos.

Por que o Latim?

O latim continua sendo a língua oficial da Igreja Católica Romana e tem sido usado como a língua litúrgica no Ocidente desde o século III. A natureza imutável do latim tem conservado a doutrina ortodoxa da Missa, que nos foi herdada dos pais da Santa Igreja. O uso do latim na Missa e em documentos oficiais da Igreja tem sido fundamental em apoiar a universalidade e unidade da Igreja.

Liturgia de São Pio V  

A Missa Tridentina ou Rito Extraordinário, instituída pelo Papa Pio V  em 1530, era a liturgia utilizada no Rito Latino até o Concílio Vaticano II. Possui uma beleza própria, uma atmosfera de oração e reverência entre as pessoas que não deve ser esquecida.

Não somente a homilia, mas as leituras e o Evangelho são proclamados na língua vernácula, falada no Brasil, ou seja, o português.  Ao contrário que muitos poderiam pensar,  o celebrante “não fica de costas”. Na verdade ele fica voltado na direção ao Santíssimo Sacramento, para o Senhor, levando a comunidade na mesma direção.

Grande Zelo à Eucaristia e orações em silêncio

O  leigo que participa consegue perceber este zelo e amor à Eucaristia na Missa do Rito Extraordinário, a começar pelo modo de comungar que é belíssimo e orientado por todos os Papas.

 

Compartilhe no Whatsapp !
Compartilhar