São José dos Campos, 24 de Fevereiro de 2018

    13/02/2018

    CAMPANHA DA FRATERNIDADE: “Fraternidade e Superação da Violência”


    “Convertei-vos e crede no Evangelho”! A Quaresma é um tempo forte de penitência e de mudança de vida, que nos insere sempre mais no mistério de Cristo. Conversão possibilita o retorno da dispersão para a nascente inesgotável da vida: Jesus Cristo Crucificado-ressuscitado. Neste sentido, a Igreja reza: “Dai-nos, no tempo aceitável, um coração penitente, que se converta e acolha o vosso amor paciente” (hino de laudes).

    A Campanha da Fraternidade de 2018 nos pede atenção e conversão. Desperta para uma cultura de fraternidade, apontando os princípios de justiça, denunciando ameaças e violações da dignidade e dos direitos, abrindo caminhos de solidariedade.

    A campanha acontece no tempo forte da Quaresma. Neste tempo litúrgico, a prática da esmola, da oração, do jejum, da conversão e da Campanha da Fraternidade tornam-se oportunidades de experimentar a vida nova capaz de gerar, ao mesmo tempo, a conversão pessoal, comunitária e social.

    A CF2018 é um instrumento à disposição das comunidades cristãs e de todas as pessoas de boa vontade para superar a violência vivendo como irmãos! O cristão no caminho quaresmal, na busca de conversão, estará disposto a ajudar a superar atos de violência.

    O tema da campanha é “Fraternidade e Superação da Violência” e o lema “Vós sois todos irmãos (Mt 23,8)”.

    O objetivo geral é construir a fraternidade, promovendo a cultura da paz, da reconciliação e da justiça, à luz da Palavra de Deus, como caminho de superação da violência.

    A CF este ano propõe que todos façam algo para superação da Violência, em seus vários tipos e formas.

    A violência brota do coração do homem

    O coração do homem precisa ser pacificado para que possa superar a ideia de que o outro é um risco a ser eliminado. A superação da violência passa necessariamente pela conversão dos atos do homem que pressupõe uma conversão de seu coração.

    A superação da violência pede comprometimento e ações que envolvam a sociedade civil, os membros da Igreja e os poderes constituídos, e a promoção da cultura da paz sejam asseguradas pela formulação de políticas públicas emancipatórias.

    A Campanha da Fraternidade deste ano nos convoca a viver a prática de Jesus no exercício da escuta, da saída missionária, do acolhimento, do diálogo, do anúncio e da denúncia da violência na dimensão pessoal e social. A lógica do amor é o único instrumento eficaz diante das ações violentas.


    Luigi Bertoncini – Coordenador CF

     

    Voltar

© Copyright 2010, Paróquia Sagrada Família. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: